segunda-feira, 14 de abril de 2008

ECCE UOMO

A beleza escondida dos feios vê-se sem prazos,
quando me dizem que sou feio, rio-me baixinho para
não te acordar.Tu és a minha Marylin e eu o teu
Miller, hã? Não o Arthur mas sim Henry, especialista em hardcore,
A mesma música o mesmo reggae para o meu cão
que toda a gente achava giro, coitadinho, pobrezinho
sou eu que bebo e é ele que morre, de cirrose, talvez por osmose
de tanto beber das minhas palavras...
Enfim, cara feia mas é o que há, o que posso fazer?
Mas nós os horríveis, tenho a certeza, que Deus nos concede
a sua misericórdia. A beleza escondida dos feios vê-se sem prazos...
(excerto de Des Laids des Laids)

"A fealdade é superior à beleza, na medida em que dura"
Serge Gainsbourg

Ecce uomo, ecce uomo, reconhecêmo-lo, é Gainsbarre
com seus os seus jeans e barba,de três noites,
ele é coolacreditem, bizzarro este Gainsbarre
que para tudo se está a borrifar, enfim teremos de ver...*

(*excerto de Ecce Uomo)

Serge Gainsbourg 1928-1991-POETA, CANTOR, COMPOSITOR, ACTOR, INSUBMISSO
Mais um Gulliver com muito breve passagem por Liliput...

Je Suis Venue Te Dire Que Je M´envais - Serge Gainsbourg

2 comentários:

Oneiros disse...

O serge, poeta incendiário de almas ofegantes e ardentes, qual indíce luminoso de uma vida renascida, como uma phoenix em crecendo.
Será a vida um longo poema prazeiroso ou simplesmente um longo cigarro a ser fumado?

GRAINOFSAND disse...

Incendiário de notas de 5oo francos
na tv em directo...