quarta-feira, 16 de abril de 2008

JOSÉ GONZÁLEZ -------- DOWN THE LINE



Posso afirmar sem grandes receios, que a maior parte da minha essência é definível através da maravilhosa invenção que é a
música, esta fórmula parecerá um pouco easy way, mas, na verdade, seria impossível o meu trajecto sem passar por ela.

Todos os dias, ou quase todos,o meu estado de espírito é regulado pelo antes ou pelo depois de umas palavras, de uma melodia mesmo que ressoe apenas na minha memória, pode ter uma certa dualidade, debilita e fortalece mas preenche um espaço maior do que eu própria...

Às vezes preciso de um pouco mais de mundo e obtenho-o através da música, mas esta também pode fazer-me perder o chão de repente, voltar a segurar-me, ou deixar-me numa espécie de limbo...
Nos dias em que preciso de oxigénio adicional agarro-me a uma dessas tábuas de salvação, por vezes faço-me leve, outras quase me afogo até que por fim chego a terra firme.
Continuo nesta luta entre o prazer e o desgaste... Mas é mesmo assim, e é o que faz toda a diferença, é o que me leva a ter a certeza de que esta ou aquela música fará parte de mim para sempre. Esta fará de certeza! :) :)
Dias há em que apetece música" alegre", é bom, mas também um pouco mais efémero, não chega para marcar de verdade...Constato que a minha rocking chair, será muito espontaneamente palco de desabafos maioritariamente relacionados com música, de facto tudo está interligado, as minhas emoções, vivências, experiências, descobertas, tudo isto tem a sua própria banda sonora...Por falar em "falta de ar" escolhi este cantor porque ultimamente tem-me provocado algumas apneias. :) Ouvi-o pela primeira vez numa versão dos suecos "The Knife"(Heartbeats) e gostei muito, depois "Teardrop" (Massive Attack), "Love will Tear us Apart" (Joy Division), brilhantemente interpretados por si, deixaram-me fascinada e com motivos mais do que válidos para investigar... José González, sueco de origem argentina, voz divinal, inócua, sóbria, contagiante,melodiosa, será com enorme entusiasmo que o aplaudirei no próximo dia 29 na Aula Magna, será melhor levar uma botija de oxigénio!?!? :)



3 comentários:

Oneiros disse...

Sandrinha...
Sabes que eu adorei quando me passaste as canções deste moço?
(tempo é coisa curta que tenho online, mas tento mantê-lo qualitativo e isso já é o suficiente para mim)
Quanto ao artista em si e á forma como vibras com a musica, só tenho isto para te dizer:
- The mind's always a state, so bring it on all the time.

GRAINOFSAND disse...

And i never give pearls to pigs eheheh!

Aqualung disse...

Não conhecia estas versões dele.

Estão muito boas.